Arquivo da categoria: Material de construção

Um apartamento perfeito

Padrão

Alan Chu é o arquiteto que fez a reforma deste apartamento de 98m² em São Paulo.

O projeto recebeu o nome de “apartamento cobogó” já que o arquiteto explorou ao máximo este elemento.

O cobogó substitui paredes e divisórias e tambem entrou na elaboração de alguns móveis como mesas e bancos.

cobogó 1-a sala

nos móveis o cobogó manteve a cor original… cor de terracota.

cobogó sala 2

.

cobogó 1 - sala

a parede que separar a cozinha da sala de estar…

cobogó sala jantar

os cobogós foram pintados de branco, para dar mais leveza.

cobogó corredor cozinha

piso rustico e madeira natural na cozinha

cobogó cozinha

madeira e vergalhão de ferro na estante

cobogó cozinha 2

mesinha de metal, de bar mesmo e cadeira de design diferenciado…

cobogó cozinha 3

a parede de cobogó recebeu cimento e tinta…restou apenas o relevo…romântico.

cobogó mesa de bar

o quarto.

cobogó quarto 2

 

cobogó quarto

no banheiro, as paredes de cobogó receberam este tipo de fechamento para maior privacidade.

cobogó-lavabo

 

achei o modelo escolhido lindo.cobogó

quem quiser conhecer este profissional inovador, acesse…http://www.chu.arq.br/

Anúncios

moveis de alvenaria para a ivanise do Paraná

Padrão

a leitora Ivanise mora no Paraná, no litoral.

ela disse que queria ver aqui no blog mais moveis de alvenaria.

ela gosta da alvenaria pela praticidade e pelo motivo de se acontecer uma enchente não haver  perdas tão grandes.

eu já cho que os moveis de alvenaria tendem a ser frios e desconfortaveis.

não dá [pra fazer grandes mudanças no ambiente quando voce opta por eles.

abaixo, um banheiro: bancada em alvenaria com estantes em madeirabalcão de cimento queimado dividindo a cozinha e a copa

beliches

a foto que eu mais gostei.

Dicas sustentáveis para evitar entupimentos

Padrão

eu tenho recebido contribuições de leitores que são bem úteis.

desta vez foi a leitora Mariana Bonfim que enviou este artigo.

Dicas sustentáveis para evitar entupimentos:

Quando o esgoto da nossa casa entope, na hora ligamos para uma desentupidora (link – http://www.desentupidora18doforte.com.br) resolver o problema.

 Mas você sabia que existem formas sustentáveis e ecológicas de evitar isto?

Todo o lixo que jogamos nas ruas, rios e demais locais públicos vai parar nas galerias dos esgotos, impedindo a circulação da água e causando os entupimentos.

 Siga então estas 3 dicas para evitar esta situação:

Reduzir: Quanto menos produtos a gente consumir, menos lixo vai circular por ai. Com isso evitamos a poluição e o entupimento das galerias pluviais.

Reciclar: Boa parte do que consideremos lixo, pode ser recliclado e voltar ao mercado como produto. Separe latas de alumínio, garrafas de plástico ou vidro, papéis e embalagens diversas. Ficou na dúvida do que reciclar, confira esta lista com os materiais que podem ou não ser reciclados (link – http://www.setorreciclagem.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=353).

Reutilizar: Uma lata de molho de tomate pode virar um porta canetas. Garrafas de refrigerante trasnsformados em objetos de decoração. Anéis de latas de alumínio viram uma bolsa. Usando a criatividade, o que iria para o lixo, pode virar obra de arte.

Siga estas dicas. O Planeta Terra agradece!

fossas

Padrão
eu tinha uma duvida muito grande em relação a este assunto.
mas  foi tão bem solucionada que resolvi transcrever aqui  o artigo da Karlene.
Tipos de fossa, instalação e manutençao adequadas.
“Olá, meu nome é Karlene e trabalho na Desentupidora 18 do Forte, quero agradecer a Lilly pelo espaço e contribuir com o blog passando um pouco da minha experiência com fossas e tirar algumas dúvidas sobre essa parte tão importante de um reforma ou construção.
A fossa nada mais é do que o local onde são despejados todos os resíduos de uma habitação. Normalmente as pessoas ficam na dúvida sobre qual fossa escolher para a sua casa, qual seu custo benefício e qual os perigos que essa escolha pode representar para sua saúde. 

Os tipos de fossa mais conhecidos são fossa negra, sanitária, seca e séptica. A fossa negra é aquela escavação sem nenhuma cobertura interna onde os resíduos caem no terreno, ocasionando a infiltração e a decomposição no solo. A sanitária consiste em uma escavação onde despejam resíduos, fezes e urina, normalmente de casas em locais que não possuem sistema de esgoto.

A fossa seca nada mais é do que um compartimento feito no solo, abaixo do vaso sanitário, na qual os resíduos são depositados. Normalmente utilizada por pessoas com menos recursos financeiros e em áreas mais isoladas.

E por último a fossa séptica que é um compartimento subterrâneo, onde acúmulos de esgotos ou de condomínios são digeridos por micróbios, resultando em um líquido que deve ser dispensado em um sumidouro. Entre todos os tipos mencionados de fossa, a séptica é a única forma correta de armazenar os resíduos de sua residência.

A instalação da fossa é feita  através de canalizações e caixas de concreto. Para uma maior segurança, as tampas devem ser reforçadas, pois as caixas necessitam de manutenção. Ela deverá obter pelo menos um tubo aberto para o exterior, onde será feita a saída dos gases e será feita a entrada de ar. É importante que águas do jardim, de chuva, não sejam escorridas pelas instalações da fossa. Uma regra importante que nem sempre é respeitada na hora da instalação é: nunca coloque água da pia, tanque ou qualquer outra fonte com produtos quimicos como sabão ou detergentes pois estes produtos matam os micróbios responsáveis pelo funcionamento desse tipo de fossa, sem eles a fossa pode intupir causando sérios problemas.

A manutenção das instalações de esgotos é de responsabilidade de seu proprietário. No caso da caixa de gordura, a limpeza deve ser feita semanalmente, enquanto que em outras instalações qualquer vazamento representa um grande problema a saúde. Em todos os casos, é necessária a limpeza adequada feita através de profissionais do ramo.

O valor médio de uma fossa séptica gira em torno de 1.300 reais, isso dependendo do tamanho e do formato de sua fossa. As outras três fossas possuem um custo bem mais acessível, pois você só pagará pela escavação do buraco em seu terreno, porém o custo benefício é bem maior para aqueles que optaram pela fossa séptica que além de mais higiênica é muito mais segura para sua saúde.

Se vocês tiverem dúvidas eu terei maior fazer em responder aqui nos comentários.”
PS: o Denis está acompanhando o blog e respondendo todas as duvidas qeu aparecerem.

tijolos aparentes

Padrão

eles vão e vem de tempos em tempos.

fachadas, muros, pequenos efeitos, ou grandes paredes.

alguns acham que dá um efeito rustico e aconchegante;

outros acham que dá a impressão de obra inacabada.

enfim: há quem adore tijolos aparentes, e há quem os deteste.

hoje a Paola me disse que quer fazer um balcão em tijolos aparentes e perguntou o que eu acho disso.

O que eu acho? eu adoooorooooo Paola, não vejo a hora de ver sua casa pronta!!!

E há inumeros efeitos que se pode conseguir com os tijolos, desde o assentamento simples e resinado, até com efeito de pátina,

ou ainda, com uma camada de massa corrida. é so passar uma cama da fina de massa corrida, deixar secar e com a lixa grossa retirar o excesso.

tambem existe papel de parede imitando tijolinho até com textura, e placas em PVC de 0,50 x 050 :se a parede estiver lisa, vale improvisar uma textura.

eu vi este PAP em vários blogs inclusive no da Rosana ( simples decoração)

marque a parede com fita crepe. Comece com um tijolo inteiro e, na fileira de cima, com meio tijolo. Coloque a fita adesiva de 1 cm sobre as linhas horizontais e verticais.

Misture a massa corrida com areia fina na proporção de 6 colheres (sopa) de massa corrida para 2 de areia. Coloque essa mistura no espaço de cada tijolo, com uma espessura de 3 milímetros. Quando terminar a fileira, passe a espátula para alisar cada tijolo. Assim, você não terá que lixar.

Retire a fita adesiva enquanto o material ainda estiver fresco

Passe o selador sobre os tijolos e, depois, pinte com uma mistura de tintas nas cores laranja, vinho, azul queimado e um pouco de preto.

Passe um pano umedecido com o selador por cima para misturar as cores. Deixe secar.

Passe o selador sobre toda a superfície, incluindo os tijolos já pintados. Com um pincel, pinte as juntas com uma mistura de tinta látex branca com uma pequena quantidade de verde cimento e de preto e acrescente um pouco de areia a essa preparação. Deixe as manchas de pintura que ficaram nos tijolos. Passe o pano sobre os tijolos para espalhar a tinta e suavizar o efeito. deixe secar .

mas cuidado para não ficar tosco como este: parece coisa feita por criança…

este é o verdadeiro “efeito NADAAVÊ”

Telhas de concreto

Padrão

A Duda, dona do P s i c o d e g e n e r a t i v a, me disse num comentário que usou na casa dela, telhas de concreto.

Ela me mandou dois links e ainda observou: será que vale um post? Claro que vale Dudinha!

Na minha casa usei as de ceramica, brancas, mas li tudo com muita atenção e vi que:

as telhas de concreto pouco absorvem água de chuva, causando assim pouca sobrecarga à estrutura;

por ser maior, cobre-se uma area em muito menos tempo e com e com mais economia;

muito resistente ( suportam até 300 kg) sua manutenção é nula.

é hidrofugada, e isso garante menor aderencia de sujeira, de limo , alem de manter a cor.

ahhhh, as cores! com tanta opções fica mesmo muito dificil não optar por elas.

Mas eu não sei a diferença de preços…