vive la difference!

Padrão

A E. é leitora do blog e ficamos amigas de trocar e-mail, confidencias, etc…

Ela reclamou outro dia que quer reformar a casa onde vai morar, mas o namorado não dá palpite em nada.

E perguntou se isso é normal, pois ela está insegura e com medo de assumir tudo sozinha, de ter que resolver tudo sempre…

Amiga,

Amigaaaa, que sorte que voce tem!!! Conserva este namorado e fale mal dele pra todo mundo!!! Diga que ele te espanca, que tem mau hálito, que é um chato, assim ninguem rouba ele de voce!!!

Porque homem que deixa a mulher decidir tudo tá escasso na praça!!

Deixe que a participação dele seja apenas na hora de dar o $$$$$$$$$$$$$$$.

E ainda bem que inveja não mata!!! Porque o meu aqui dá palpite em tudo!!! Cada mudancinha tem que ser conquistada centimetro a centimetro, depois de muita discussão, choro e ameaça de suicídio.

O que eu disse pra E. é que ela e o “lindo”(só pode ser, pra ser tão bonzinho) vem de familias diferentes e de criações diferentes. Que ela e o Lindo tem que formar o gosto deles, o sistema deles, enfim, o que funciona pra eles.

Porque duas pessoas vindas de lares diferentes tem gostos e idéias diferentes: voce pode adorar uma casinha azul escondida entre as arvores, aquela casa onde tudo é fofo, antiguinho e tem uma estória…

e o seu marido gostar de casas modernas onde o concreto, o aço e o vidro dominam.

moveis? só os retos e modernos…

e se  sua idéia de relaxamento tem a ver com uma sala romantica, cheia de quadrinhos e flores, treliças e babados…

e a dele for uma sala bem clean e despojada, onde o minimalismo impera…aquele lance de ter um sofá e uma luminária, saca???

O QUE VOCES VÃO FAZER??

Morar em casas separadas, voce na sua casinha shabby e ele no ape minimalista e se encontrarem no final da tarde pra tomarem um lanchinho, e se amarem??

abre parenteses:

dizem que Simone de Beauvoir e Jean Paul Sartre viveram ssim e foram felizes. MAS ISSO NÃO SERVE PRA MIM!!! MR HUSBAND QUE ME AGUENTE DEBAIXO DO MESMO TETO COM TODAS AS DIFERENÇAS E IDIOSSINCRASIAS!!!

fecha parenteses.

Acho legal que cada um coloque no papel o que quer para si e vá discutindo com a pessoa amada antes que ela vire seu inimiguinho.

Ele quer uma churrasqueira e voce quer uma pergola? De um jeito de casar os dois desejos, assim, enquanto ele assa a carne, voce cuida das plantinhas que irão crescer ali perto.

e sejam felizes, sem brigas nem crises( e deixe ele financiar a obra…).

Anúncios

Sobre coisadelilly

mulher, mãe e esposa, workaholic; uma inconformada com a situação mundial; uma pessoa que ama cães, caminhar, ir a liquidações, comer jujubas; viciada em seriados americanos; prendada mas sem tempo de colocar em pratica suas habilidades; desprovida de inveja e más intenções; uma pessoa que adora joaninhas, pink, flores, romantismo, craft, musica; um pé no presente, um no passado, a cabeça no futuro; uma pessoa nada facil; que tenta se livrar do saco de ossos de vidas passadas, que vive o agora; que esqueceu o que não devia e lembra o que não quer; uma pessoa na versão enciclopédica 2.0 que não pode ser resumida.

»

  1. Só quem ja passou por uma reforma/construçào com brigas, discussões, blabla com o namorido ou compnheiro sabe o valor de um homem como este..SEGURA ELE, E.!!!!

  2. Louvado seja esse namorido que só assina o cheque e não fica discutindo a obra!!! Ele podia convidar o marido pra jogar futebol enquanto eu debato as alterações da casa com o construtor e vou ao shopping comprar os eletrodomésticos!
    Lilly, não vou deixar aquela lateral na grama não.. o construtor é que tinha se feito de salame (again!), pois eu já tinha dito pra prolongar ela até o muro! Pra mim nem tem sentido deixar aquela miséria de calçada ali…
    Falando em muro, cade as fotos dos teus? Ah, eu adora as lágrimas de cristo… elas não dão trabalho algum!
    bjooo

  3. Acabo de descobrir que sou uma mulher de muuuita sorte! Meu marido não quer nem saber se escolho cimento queimado ou porcelanato para o piso, nem se teremos uma cozinha gourmet ou uma com cara de cozinha de vó…
    Bjocas

  4. Ola,Lilly.
    Sabios conselhos,amiga.E que sorte tem essa menina,hein?Mas,por outro lado, e bom mesmo ver o que cada um quer para nao ter de ” ouvir” depois.E bom que cada um ponha o que gosta,assim o prazer e maior em morar numa casa em que se sinta bem.Bjs.zenaide storino.

  5. Meu marido não é muito de opinar também, e eu acho ótimo. Algumas coisas que eu já sei que ele não gosta eu já nem insisto (lembra do azul marinho?), e também eu acho que meu estilo é bem convencional, meio masculino, sabe como é: cores sóbreas, preto, branco, madeira, daí é fácil pro ser masculino aqui de casa gostar, não é? Bom domingo!!!

  6. Não suporto a idéia de um mundo onde o homem não abre a boca e só assina o cheque. Prefiro os relacionamentos que dividem as contas e as idéias, acho que tem muito mais a ver com a noção de casal. Bjs!

  7. Lilly, acho que seu husband pensa igual ao marido de minha tia, ele diz que é “mais em conta fazer tudo do jeito que ela quer do que encarar um divórcio.” É brincadeirinha dele porque nada como uma boa digamos…”negociação”.

  8. Eu acho o máximo quando o homem também se interessa na decoração da casa, sabia? O daqui é assim, vamos juntos a compras, mostras de decoração, feiras de artesanato, etc. Mas a diferença é que a gente consegue chegar num denominador comum sem discussões, porque temos gostos parecidos. Se fosse com gostos tão diferentes, provavelmente eu levantaria a mão para o céu se ele deixasse tudo por minha conta mesmo. Como não é o caso, prefiro que seja assim. É como gosto. 🙂

    Bicha Fêmea

  9. Meu marido é do tipo que vira especialista em qualquer coisa em uma semana. Sou arquiteta e ele entende muito bem da profissão, pois se interessa e pergunta sobre tudo. Lê todas as minhas revistas/livros, e vai atrás de informação. O “problema” é que vamos receber uma casa em meados do ano que vem, e ele é high-tech, eu sou tradicional, mas acho que vamos conseguir, já que o sistema é o seguinte: Ele fala o que eu não posso fazer (usar cores muito chamativas, não quer churrasqueira e piscina pois não gosta de festas em casa) enfim, um ambiente bonito, mas exclusivista, que não seja essencialmente “convidativo”, já que ele diz: “Fazer casa para os outros é de um voyeurismo sem tamanho, já basta fazer a dos seus clientes”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s