Arquivo da categoria: filosofando …

pequenos arrependimentos e uma taça de vinho

Padrão

outro dia a Paula Barreto, do blog Paula Kasas escreveu um post sobre as pedras do quintal dela.

ela se disse que se arrependeu a-mar-ga-men-te por ter escolhido as pedras ques esfarelam até mesmo ao serem lavadas.

e que agora ela vai ter que engolir isso pra sempre, pois trocar as pedras daquele quintal imenso ficaria uma fortuna.

apreciei a honestidade da Paulinha, pois conheço gente que prefere mentir do que admitir que errou na escolha de algo.

acho impossivel viver uma vida só de acertos.

eu, pelo menos, vivo errando.

porque fui comprar um terno branco se nunca iria usar?

porque não comprei uma cama king em vez da queen?

porque é que eu insisto em comprar palete de sombra se eu so uso marrom?

porque eu fiz instalação de ar no home office se ninguem fica lá?

ahhh e e porque eu fiz home office se cada um tem sua escrivaninha no quarto?

 e esta semana a Lidi do Bicha Femea   fez uma pergunta a várias blogueiras pra elaborar um post que deve estar saindo hoje e cujo tema  é:

sua casa é perfeita para você?

isso me fez pensar sobre as minhas escolhas durante a reforma, o que deu certo e o que não deu.

por exemplo o granito da cozinha, que eu já havia escolhido um branco, mas foi me dando uma coceira de ter granito escuro e mandei ver no verde ubatuba mais preto que tinha!

ficou lindo, mas hoje vejo que aquele granito preto SÓ EU sei limpar. imaginem arrancar todo aquele granito e trocar pelo branco… já foi, não dá pra mudar.

eu poderia ter ousado mais nos banheiros.

fiquei com medo de “enjoar”e coloquei uma faixinha de pastilhas em cada um…deveria ter colocado um detalhe bem grande no box ou na parede do espelho, mas já foi tambem.

outro arrependimento foi no meu closet e armarios dos meninos: fiz as sapateiras dentro dos armários.

os armários so não tem cheiro de chulé pois guardo os sapatos limpissimos.

e armários sao caros: qualquer reforminha é outra fortuna, e então vão permanecer assim para todo o sempre amem.

e a casa tem tomadas onde não deveria ter; e falta onde deveria.

tambem não fiz um canil, mas um dia se a Loba partir pro andar de cima já resolvi que não quero mais cães.

o quintal tem MUITA PEDRA! e eu queria pedra + grama + deck + tijolo…mas isso valeu uma briga!!! que foi melhor deixar quieto e engolir 300 metros quadrados de pedra.

arrependimentos sempre são amargos…

pois se fossem doces seriam brigadeiro; se fossem azedos seriam picles; e se fossem salgados seriam empadinhas.

então são amargos mesmo…pois volta e meia estes sentimentos voltam e deixam aquele travo na lingua.

esse amargo eu espanto com um gole de vinho enquanto o Keith e a Loba disputam minha atenção.

mas e esta casa? ela é perfeita pra mim?

na verdade a perfeição é uma coisa que eu não busco muito.

olho em volta e respondo pra Lidi que aqui é meu canto.

pequenos arrependimentos convivem bem ao lado de grandes felicidades.

Publicidade

chega aqui que eu quero te falar uma coisa

Padrão

post publicado novamente pois alguns leitores reclamaram que não sabem quem sou…

se voce vem sempre aqui,  sabe que este blog, e tambem o Coisa de Lilly são para o meu deleite, para conhecer pessoas e trocar idéias.

eu perco um tempinho do meu dia com os posts e  dando feedback a voce, e eu acho que nao é tempo perdido, mas ganho.

pois ganho em amizades, ideias, carinhos.

voce me socorre com fotos, com sugestões e num dia meio hard, com mensagens que levantam meu animo lá em cima.

e esta semana alem de trocar e-mails bacanas com vários leitores, recebi um de uma leitora nova, a Cecilia da cidade de Natal.

no e-mail ela diz :

Amiga, te chamo assim pq não achei teu nome no blog, achei o MÁXIMO suas idéias.
Meu marido veio dizer que se eu não voltar a trabalhar logo, estaremos perdidos com tantas idéias que encontro e vou fazendo.
No seu blog já tirei 3:os pallets p a cama do meu amorzão mais velho que está viajando; o papel de parede p o quarto do caçula e o “parece ferro mas não é“.

eu ja  respondi a ela, pois voce sabe que eu respondo por e-mail, principalmente o primeiro comentários no blog, e depois vamos falando pelo gtalk, msn.

então as vezes eu demoro um pouco pra responder, afinal são 10 mil acessos diários nos dois blogs…

mas acaba chegando a resposta, e por e-mail, nao dentro do blog, ok?

e aqui não tem ciumeira e nem preferencias: todos, blogueiros e leitores se dão super. 

 bacanérrimo foi  a Jane ( dona do Casa e Reforma) mandar uma foto da lareira dela atraves do blog pra uma leitora, a Filomena, não é super isso?

ou quando algum leitor posta algo aqui e os leitores interagem, fazendo perguntas e depois ele explica como fez, e no fim, todos ficaram amigos..

 e não me preocupo se alguem está lendo mais o blog de outro, que o meu, pois afinidades nao se discutem.

a falta do nome é mesmo um erro meu e culpa do layout do blog.

vou blogando no automático e esqueço coisinhas corriqueiras, como me identificar por exemplo…

então, voce que vem pouco aqui e ainda não sabe quem sou:

 como voce já sabe, ou não, eu sou a Lilly, ou Lilian, ou Li, Lilica, Lilizinha como diz a Emi, Ripi, (de Lilicaripilica) como a Sonia me chama, Lady Lilly como diz a Lady Flora Jenny, mas pode me chamar de qualquer coisa, inclusive balançar um chocolate na minha frente que eu vou correndo.

casada (e muito bem) com o mr Husband, tenho dois filhos lindos (18 e 15 anos), uma doga vecchia (12), um cato baby (2), estou morando na casa que reformei durante quase 6 anos e que deu origem a este blog.

a reforma tá acabando ( garagem ainda crua) e o blog não.

e não sou engenheira, nem arquiteta e nem decoradora, apenas uma pessoa que casou e a partir daí reformou mais casas do que queria.

 me apresentei? desculpem esta amiga apressadinha, precisei de uma chacoalhada de uma leitora querida pra perceber que milhares de pessoas acessam isso aqui por dia e nao sabem com quem estão falando.

prometo consertar!

este post teve um quê intimista do Coisa de Lilly, mas eu vou por uma foto linda pro pessoal da figurinha:

simples!

Padrão

eu vi esta foto no face da Jussara Gehrke.

paulista formada em psicologia, mora hoje na Bahia e trabalha com moveis e decoração.

é dona do delicioso blog O Móvel, onde ela intercala estórias e fotos lindas.

as fotos que ela publica no face  tambem são lindas e acho que vou criar uma categoria “Jussara” pra mostrar aqui o bom gosto da moça.

estes dias ela postou a foto de uma cozinha simples que me encantou.

bancadas e prateleiras em madeira rustica, um tronco natural com ganchinhos onde se pendura tudo, piso em cimento queimado, uma mesa sólida, daquelas com gavetas  ( eu já falei pra que servem as gavetas né?) e utensílios práticos.

nenhuma frescura ou detalhe desnecessário. simples e não pobre.

vivemos numa época em que as pessoas caíram de amores pelo shabby e isso significa o uso e reaproveitamento de materiais de demolição, a troca de pedras como granito e mármores pelo cimento, a volta dos móveis esquecidos em garagens e mercatudos.

as pessoas lixam e pintam móveis e casas, perderam o medo de “estragar” uma parede ou móvel.

não ficou bom? pinta por cima!

e tambem nem se sentem mais obrigadas a usar o piso que “todo mundo está usando” ( segundo os vendedores).

o porcelanato tá na moda e daí? se a pessoa quer seu chão de cimento e ladrilho hidraulico, tem que ir atras do seu gosto!

eu me arrependo de não ter usado mais o rustico aqui nesta casa imensa, tenho impressão que iria facilitar a manutenção.

mas como sabem, tudo aqui foi discutido centimetro a centimetro com o marido…

eu gostaria que o piso da varanda fosse mais rustico e menos escorregadio; que o quintal tivesse as pedras, mas tambem tivesse grama e deck, e que algumas paredes fossem de tijolo aparente.

mas quem disse que esta é a minha ultima casa não é mesmo?

bem, o recado que eu queria passar é: nada é pra sempre nesta vida.

então durante a nossa estada dá pra experimentar de tudo aqui: do caro e do barato; do simples e do sofisticado; do fácil e do complicado.

tudo é uma questão de fase, de oportunidade, condição financeira, gosto…

e se voce gosta do simples, abrace esta idéia.

minha ( curta ) vida de madame

Padrão

quando eu abro os olhos e vejo 6:00 em grandes numeros vermelhos eu só tenho que engolir os comprimidos das 6 e virar pro outro lado. e sperar mr husband me trazer uma xicara de café na cama.

nada de pular da cama e  preparar café e levar as crias na escola.

e  tomo remédio as 6, 12, 14, 18,22 e 24, pois tem os ministrados de 6 em 6 hs, 8 em 8 e 12 em 12.

saco! não podiam inventar um comprimido dose unica de tudo o que existe?

quando levanto fico na varanda com os pets, ou na sala com o note. volto pro quarto só pra tirar cochilinhos e lr ou ver tv.

parece perfeito não é?

não é pô!!!

ta dificil ver uma marca no chão e não poder ir lá passar um paninho, ou nao saber se tem roupa pra lavar pois a dias nao saio de dentro de casa, ver as plantinhas murchinhas…

acertei com a faxineira e ela virá durante a semana das 10 às 16, vai cozinhar, dar um tapa na casa e lavar e passar roupa.

não queria cobrar nada, disse que não aguenta me ver assim e quer ajudar, mas aí eu não acho justo.

combinei um preço que ela gostou e pelo menos não abuso do marido.

mr husband em sido um lindo fazendo tudo.

mas eu entendo agora como é que minha mãe se sente sem poder fazer nada.

o importante é que pra nós duas está sendo uma pausa.

isso vai acabar  eu vou voltar pro lere lere.

é possivel ter a casa sempre limpa?

Padrão

esta semana uma pessoa começou o que virou uma longa discussão no face.

ela não aguenta mais ficar sem empregada, a casa não pára limpa, o que fazer?

ela ainda comentou que as donas de casa americanas dão conta de tudo e suas casas são um brinco.

beeeem, pelo menos as casas de seriados, reality shows e filmes açucarados são assim.

mas voces viram algum empregado na casa do Ozzy ou do Gene Simmons? eles tem, empregados sim!!! mas não aparecem pra dar a impressão que a Sharon e a Shannon cozinham , lavam, passam.

então tá hein???

na verdade, o que vemos em programas como “chega de bagunça” e “cada coisa em seu lugar” é que a maioria acumula o que não precisa.

não podemos nos guiar pelas casas de revistas, filmes, novelinhas, pois somos pessoas reais vivendo em casas que empoeiram, sujam e precisam ser limpas TODO DIA.

eu tive empregada todo dia nos ultimos 20 anos e creiam, apesar da facilidade de chegar do trabalho e ter comida pronta, roupa passada,  casa limpa, eu acabava não sabendo direito onde estavam as coisas, muitos itens ficavam sem limpar, nada ficava como eu gosto.

e olhem que sou “facinha” de agradar hein?

sem falar na grana, como disse a dri kastrup, a gente economiza pelo menos R$ 15.000,00  ao ano! (em salários, ferias, 13º).

e outro fator: quando voce faz pouco, acostuma na moleza. quando começa a fazer e cria uma rotina de trabalho, tudo fica mais facil.

uma amiga me disse que não fez duas faculdades pra virar doméstica.

mas quando ela fica sem as duas empregadas quase morre!!!( de reclamar).

então acho que o melhor é saber fazer.

desde dezembro do ano passado optei por faxineira duas vezes por semana.

ela é uma pessoa calma e de confiança.

ela vem às 3ªs e 6ªs, e limpa e passa alguma roupa que tiver.

e como manter a casa limpa no resto dos dias?

segue-se um debate com mais de 100 comentarios

foi falado naquele método flylady e em vários outros.

eu nunca entendi direito o flylady, que é um sistema americano de organização.

é que eu rejeito algumas coisas “importadas”, algumas frases feitas e expressões que desconheço.

aquele lance de amarrar o sapato, brilhar a pia, declutte, abençoar a casa…

o “amarrar o sapato” eu entendi, pois uma das moças do face explicou: tem que se vestir antes da limpeza, nada de ficar limpando a casa de pijama ou o negocio não rola.

mas como não gosto de fanatismo ( andei lendo estes blogs de flyladies e achei que a pessoa acaba ficando abestada) acho que tem um meio termo pra tudo.

e é o que minha mae sempre diz: camas arrumadas, chão varrido e pia limpa dá impressão de ordem.

eu me atenho a isso, então no dia a dia quando não tenho a faxineira saio de casa para o trabalho já com as camas arrumadas, banheiro em ordem, almofadas no lugar.

nenhuma roupa jogada: ou foi guardada ou está lavando.

jogo na rosecreide e ela lava sem reclamar.

guardo a maioria das roupas sem passar.

na cozinha faço o básico e compro o prato principal numa rotisserie ou restaurante por quilo.

não fritar bifes reduz a gordura em 0%, sacaram?

almoço servido, o que sobra vai para recipientes de vidro ( aboli os de plastico, pois ficam feios e manchados e uso marinex com tampa) e geladeira.

arrumo a cozinha e passo um pano com água quente e detergente neutro no chão e volto para o trabalho.

quando chego as 18, a casa esta em ordem e se for o caso eu dou uma geral.

rego meus (poucos) vasos, jogo uma água na varanda.

minha casa está sempre limpa, mas a gente tem que contar com os imprevistos, como as chuvas de terra ou de fuligem, patinhas de gato ou de cachorra, filhos que deixam coisas jogadas.

numa casa onde todos colaboram flui melhor.

aqui em casa eu e o mr husband somos ordeiros, mas os meninos…

então é basicamente  guardar o que se tira, e manter a ordem.

mas confesso que as vezes sai do controle.

PS: OS COMENTÁRIOS ESTÃO MUITO BACANAS, CHEIOS DE DICAS, INCLUSIVE DA RO, A DONA DO SITE FLYRO!

devaneios…

Padrão

depois de abrir os presentinhos e fazer fusquinha pra moçada de casa, eu fui dar um toque na varanda.

pois a moça limpa, mas não deixa as coisas no lugar certo.

então eu vou arrumando os vasinhos, quadros, ajeitando cadeiras e o sofá.

e eu tirei as “capinhas” do sofá e do pufe pra lavar na hora do almoço e a tarde ja estavam limpinhas e secas ( crepe de malha, um ventinho seca).

tirar é facil né? puxo o pano e os percevejos pulam fora.

colocar de novo é que dá trabalho. pois tem que enfiar os danados dos percevejos numa madeira super dura!

mas desta vez foi bem mais fácil, pois ajustei primeiro a parte de baixo e fui subindo e ajustando.

as pontas que sobraram atras eu amarrei, então não ficou malfeito, parece forração mesmo.

 to ficando boa nisso!

enquanto eu ía fazendo o trabalho, uma idéia passou pela minha cabeça: é que quando eu forrar o sofá sobrarão mais de 5 metros deste tecido.

pensei em fazer um caftã, uma saida de banho, sei lá.

mas aí lembrei do tailleur que a d. Marisa usou na Holanda e do sofá forrado com o mesmo tecido

eu me recuso a aceitar que eles usaram um gobellin de sofá pra fazer uma roupa pra ela. prefiro pensar que forraram um sofá com este tecido, só de birra.

anyway, a Nenê da Grande Familia tem aparecido usando conjuntinhos feitos com tecidos da Karsten.

  

Marieta pode tudo!

comecei a rir sem parar, o que deixou uns e outros intrigados, mas não dava pra explicar na hora sem mostrar uma foto.

mas ainda não abandonei a idéia do caftan…

pára tudo! um ano de mudança!

Padrão

sabem que dia é hoje?

dia da bandeira? tambem.

mas hoje faz UM ANO que me mudei para esta casa!

sim, como passou rápido.

lembro da preocupaçao da maioria de voces perguntando:

agora que voce se mudou para a casa nova, o blog da reforma vai acabar???

não acabou e voces estão vendo que mesmo depois de um ano ainda falta muita coisa por aqui!

e eu perdi a pressa, hoje sou mais paciente.

não nasci assim.

muitos já sabem que estraguei um quintal inteiro quando me mudei na primeira casa, pois nao quis esperar o marido acordar e joguei solupam no piso e…

o maledetto corroeu o vitrificado.

mr husband, muito sábio me fez sofrer um ano inteiro antes de trocar os mais de 40 pisos queimados pelo solupan.

isso é pra voce aprender, pequeno gafanhoto, a não ter pressa“.

tipo o mestre do kung fu sacam?

ok.a pressa acabou, então fazemos uma coisa de cada vez.

um fato meio esquisito pra quem tem como costume, fazer várias coisas ao mesmo tempo.

mas quando o assunto é a casa, gosto de me sentar no meu canto e pensar em cada coisa que ainda vou fazer nos proximos anos.

voces se lembram das condiçoes da casa quando me mudei: por dentro tudo pronto, mas…

e o quintal estava no concretão…

nao tinha escrivaninha nos quartos e escritório…

nem espelhos nos banheiros ( ahhhh no lavabo não tem, pois eu adio interminavelmente aquele projeto com espelhinhos de feira)

nenhuma cortina ou tapete

nem armarios nos banheiros…

nem a parte superior dos armarios da cozinha.

no banheiro tinha cortinas de plastico, mas mr husband colocou os boxes logo…que peninha.( mas as cortinas que tirei do meu banheior e do banheiro dos meninos estao no quarto de hospedes e no banheiro da piscina)

e que na varanda so tinha um sofá desconfortavel coberto com meus queridos lencóis brancos e uma mesinha de cozinha.

de lá pra cá, a cada mes, uma coisa diferente aconteceu, comprei coisas novas como móveis leves e bonitos em fibra para a varanda, coloquei cortinas na sala e quarto de hospedes.( tudo com meu $$$$)

tambem repaginei algumas coisas velhas.

o projeto de jardinagem esta no papel ainda, mas vai sair !

vi o quarto de hospedes se transformar de um quarto com duas camas, num ambiente romantico todo feito por mim.

reformei bancos e mesas, aparador, fiz o espelho do hall…e muitas outras coisinhas.

em agosto marido mandou instalar os armarios superiores da cozinha

hoje montei a minha arvore de natal com os enfeites que fiz no ano passado.

e quando não tiver mais nada a fazer, vou olhar em volta e ver que os meninos ja sairam de casa, e que é hora de dar adeus a este quintal, a este espaço todo e ir pra um ape.

mas este dia ainda vai longe.

hoje é meu aniversário

Padrão

e  apesar da correria que esta  minha vida, eu ando muito feliz.

mais um ano se passou e muito rápido

só sinto nao ter todo o tempo que eu imaginava que teria…

parece que fico mais tempo no meu trabalho do que em casa, e que nao dou tanta atençao como dava as pessoas.

é uma coisa que pretendo corrigir.

e dia 19 já faz UM ANO que me mudei, mesmo com a casa inacabada.

hoje ainda falta alguma coisa, mas este é o meu projeto.

EDITADO: QUERIDOS, OBRIGADA PELOS COMENTARIOS E E-MAILS CARINHOSOS, A AMIZADE DE VOCES É TUDO.

TENTEI RESPONDER A TODOS, MAS ERAM MUITOS OS E-MAILS.

A TODOS, O MEU CARINHO.

paredes cheias

Padrão

minhas paredes sempre foram limpas. tanto de sujeiras como de quadros.

sempre tive medo de furar paredes, colocar algo ali pendurado e me arrepender depois

e sempre achei que se eu tivesse um quadro, tinha que ser uma obra de arte. não necessariamente um Picasso, mas com certeza nao um Dali nem Hieronymus Bosch.

e apesar de achar interessantes e até engraçadinhas composiçoes assim,

eu não me animava a enfeitar minhas paredes.

acho que meu medo era coloar um quadro de mau gosto ali.

sabem o que mudou meu jeito de encarar isso?

o tal cartaz * KEEP CALM & CARRY ON!

(que eu ainda nao tenho…) ver este cartaz em várias cores, em todos os ambientes e em composiçao com quadros, fotos, objetos, sei lá…mudou meu jeito de ver as coisas e eu comecei a achar que paredes podem ter mais do que apenas l i m p e z a .

daí que me mudei pra essa casa que tem mais parede do que tudo.

eu já tinha guardados alguns quadros : duas gravuras de cavalos que eram do quarto do Ri e a Cidinha me deu, dois quadrinhos de flores pintados pelo sobrinho da Elisa, dois quadrinhos que minha cunhada deu, duas gravuras feitas pelo meu cunhado, alguns papiros que eles trouxeram do Egito.

outro dia passei no atelie da Monica Carli e vi uns quadrinhos e me deu vontade de começar pela varanda.

naquela parede enorme atras do sofá só tem duas arandelas, e achei que alguma coisa ali ía bem.

comprei 4 quadros pequenos com gravuras de peixe e palmeirinhas e cheguei com eles em casa pra desagrado do Mr. Husband, que ja imaginou suas belas paredes um queijo suiço.

e não é que ele se negou a colocar as buchas, preguinhos,  seilaoque?!? nas paredes?

arranjei um faz tudo e combinei o preço, mas ele ficou tão irritadinho!

saiu, comprou buchas e tudo mais, e domingo de manhã ele saiu de furadeira em punho furando onde eu botava o dedinho.

sentindo a furadeira entrar no coraçao a cada furo, claro, mas em uma hora eu tinha todos os quadros nas paredes.

eu ainda tenho que colocar molduras nas gravuras que tenho, mas já é um começo não acham?

(aguardem fotos…)

* a Dani, do Poesia Distraída, deu esta dica: Com esse brinquedinho aqui, você cria o seu próprio pôster, com a frase e cor que bem entender. Depois, basta salvar no seu pen-drive e caminhar sorridente e confiante até a gráfica mais próxima. link http://www.keepcalm-o-matic.co.uk/#createposter

eu fico P quando tentam me enganar

Padrão

voces sabem que sou uma pessoa bem cordata, não sou de brigas, mas tem coisa que me tira do sério.

o pintor aqui de casa que começou o trabalho em 03/11/2009 ( leram direito sim), esta semana começou o retoque na parede da sala de jantar.

aquele problema do cano que furou e manchou a parede lembram?

então, quem não se lembra não merece repreensão da minha parte pois se EU que sou a dona da obra nao gosto de lembrar, imagino voces.

anyway, pintei toda a casa de F-100 da suvinil, algumas paredes em linho, por fora em linho tambem e muros externos e internos em safari com alguns detalhes em concreto.

todas as vezes que pedi mais F-100 na estoque tintas vinha a cor certinha.

só que o pintor não gosta de pegar material lá, pois lá na estoque nao fazem graça pra ele, nao dao brindes etc…então a revelia ele pegou mateial em outra loja onde trabalha o amigo dele.

e o F-100 veio mais escuro!

quando eu comentei isso ele disse que era a NOVA FORMULA DA SUVINIL!

fui na estoque e perguntei para a Flavia se existe isso e ela riu…claro que nao ne pipol, mas eu flagrei o pintor se queixando com meu marido algo sobre alguem querer entender mais do que ele.

fui chegando perto e desconversaram…mas tava na cara que a pessoa que quer entender mais sou eu né?

então porque é mentiroso e vem com esta estorinha chocha que é nova formula???… eu sei que de uma loja pra outra há uma diferença de tonalidade, entao pegasse na loja que ja tinha feito toda a tinta da casa.

mas não! quiz fazer garça para os amigos dele e nao assume que errou!

odeio gente que não assume o que faz!

re-su-mo -da-ó-pe-ra: ele pintou a sala de jantar, que ficou linda, mas se eu quiser dar um retoque em outra parede vai ficar uma enorme diferença!