a casa sem ela…

Padrão

Depois que a Loba se foi  tanta coisa mudou por aqui…

Primeiro que o gato passou a personagem principal e exige atenção o tempo todo.

Sente falta da doga, então anda pela casa toda miando. Ele tambem quer ficar mais perto dos “humanos”, faz mais carinho.

Está com mania de filho único, sobe onde não deve e não é mais repreendido, só o retiramos de lá dizendo: aqui não é lugar de criança

Ele sobe de novo e nos olha, tipo: subi…e daí?

Segundo, a casa está mais silenciosa.

Loba não latia nunca nem avançava nas pessoas, era adestrada. Mas o ruido das patinhas dela no piso era constante. Sabiamos pelo ruído das patas se ela estava indo firme e decidida para algum lugar ou se estava indecisa…

Às vezes a ouvia no hall dos quartos e eu dizia: estamos aqui, venha dar bom dia pro papai.

E ela vinha, passinhos indecisos na cegueira dela, ate achar a cama, pousar a cabeça ali…este era o bom dia. Em seguida tinhamos que guia-la pra fora pois ela nao conseguia encontrar a saida.

Terceiro, a casa está mais limpa o que não chega a ser um consolo pois nunca liguei de limpar.

Aliás, apesar de sempre ter tido cães, minha casa nunca teve cheiro, só nos ultimos tempos, o pedaço do quintal que ela usava cheirava forte, mas eu esfregava 3 vezes ao dia com limpa canil e detergente, então era uma luta insana em que na maioria das vezes eu perdia…

Agora que não preciso esfregar mais, meu braço, que eu dizia que estava adquirindo muque, começou a doer, e muito…

Aliás, para quem tem cães que estão ficando velhinhos, um aviso: façam o exame da diabetes, pois eu nem percebi que ela estava perdendo a visão, E QUANDO ME DEI CONTA ERA TARDE DEMAIS!

Ela me movimentava tão segura, e é claro que eu deveria ter me tocado em nov/2011 quando ela caiu na piscina, mas achei que era vacilo.

A urina fica muito forte tambem e DERRETE o cimento que rejunta as pedras goianas. Com a aplicação da insulina 2 vezes ao dia melhorou muito, mas aí era a visão que ja estava comprometida.

E por ultimo:  nem silencio, nem limpeza pesam tanto ali como a falta da alegria que ela trazia.

Sim, pois mesmo com 13 anos e cegueta ela vivia atras da gente pedindo um pedaço da fruta que estava sendo cortada, pedindo carinho, se encostando.

E ela andava o dia todo atras de mim ou dos meninos.

Abrir a porta da sala de TV de manhã e não ve-la ali fora deitada no edredon de minie me dá a sensação de vazio, de ter perdido algo pelo caminho.

loba

então é isso: faz falta, foi a minha ultima Loba, meu ultimo pastor alemão e talvez meu ultimo cão.

Sobre coisadelilly

mulher, mãe e esposa, workaholic; uma inconformada com a situação mundial; uma pessoa que ama cães, caminhar, ir a liquidações, comer jujubas; viciada em seriados americanos; prendada mas sem tempo de colocar em pratica suas habilidades; desprovida de inveja e más intenções; uma pessoa que adora joaninhas, pink, flores, romantismo, craft, musica; um pé no presente, um no passado, a cabeça no futuro; uma pessoa nada facil; que tenta se livrar do saco de ossos de vidas passadas, que vive o agora; que esqueceu o que não devia e lembra o que não quer; uma pessoa na versão enciclopédica 2.0 que não pode ser resumida.

»

  1. então é isso! quer me fazer chorar antes do almoço😦
    mas não fica sem um dog não. Espera passar o luto e veja uma raça amiga como o pastor alemão. Labrador sempre é um doce.
    Se quiser um que seja independente e que seja fácil carregar em viagens, o shit-zu é perfeito.
    De qualquer forma, quem ama animal como nós não consegue ficar sem eles🙂
    bjs

  2. Quando eles se vão, a saudade dói demais e sempre dizemos isso: nunca mais vou ter outro animal. Mas, espero que você reconsidere. Nenhum outro animal vai substituir a Loba, que estará para sempre no seu coração, mas sempre há espaço para um novo amor, especialmente entre aqueles que aguardam adoção. Espero que outro cãozinho volte a encher seu coração de alegria. Abraços.

  3. Pena né… mas quem sabe dá um tempo e pega uma outra filhote, agita a casa e faz uma companhia tão grande que vale tudo, a perda faz parte a gente vai se reforçando com isso. A nossa quando se foi, meu irmão(já falecido) chorou dias, meu irmão era doente dos rins e ela era grudada nele… é sempre triste e só o tempo mesmo… bjs

  4. Meu irmão perdeu seu amigo/filho cão em março e ficou bem chateado, ainda está em luto. Vem aqui em casa, brinca com meus au-aus e me falou que eu vou adoecer quando minha Milu se for… Nem penso nisso, amo tanto e nem imagino minha vida sem meus peludos, principalmente minha pretinha.
    É muito amor que esses bichinhos nos dão e isso é muito bom para a vida.
    Beijos

  5. Nossa Lilly, cá estou chorando com você, se eu sinto a perda da Loba, imagino você, eu já estou me preparando, meu gato tem 15 anos e já começaram os problemas da velhice…é dificil e dolorido perde-los, mas a dor ameniza ao lembrar dos momentos maravilhosos junto com eles, aprendemos tanto com cada animalzinho, mas eu nunca esqueço de uma frase do Chico Xavier, que diz : ” Os animais muito amados, sempre acabam voltando para os donos ” e eu acredito, e com você vai acontecer, tua Loba vai voltar. Um beijo prá ti e tudo de bom !

  6. Nossa , senti tanta saudade do Nero, meu pastor alemo. No sei quantos anos voc tem, mas fiquei triste de saber que ela foi a ltima. Espero que no. Loba te amava e queria te ver feliz. Um abrao.

    Em 6 de maio de 2013 11:15, Blog da Reforma

  7. Oie….acompanho a um tempo seu blog, mas com essa postagem eu me senti tão triste, pois estou passando pela msma coisa!! Minha poodle de 10 anos já está na fase de não ter energia tmbm…levanta só para as suas necessidades!! Entendo bem a dor de perder uma companheira, pois estou me preparando para perder a minha!!!
    Adoro seu blog, sempre com bons “toques”, para quem, assim como eu, está em fase de construção!!!
    Bjo

  8. Oi, Lilly, faço ideia da falta que esteja sentindo. Eles são companheiros, entendem a gente pelo olhar. O nosso cão está velhinho tbém e já me vejo de coração apertado em muitos momentos. Desde que Pedroca nasceu, ele foi sua babá, dormia ao lado do carrinho e, mesmo quando estava no berço, no andar de cima, sabia que estava acordado porque o Jorge dava sinal. Ele tem um temperamento diferente com cada um lá de casa, sempre foi mega brincalhão e atrapalhado e, agora, tá meio derrotadinho. É muito triste! Beijos

  9. Faço ideia do seu sentimento…me deu um desespero com os meus bichos ficando doentes por esses dias…principalmente o passarinho que é sensível…

    Uma hora vai passar, torço pra que passe!

    bjinhus

  10. Depois de 10 anos juntos, meu Theo foi embora no dia 25 de abril. Metade do meu coração tb morreu naquele dia.
    Lili, aceite meu abraço silencioso e vamos esperar que o Sr. Tempo encarregue-se de amenizar essa falta.

  11. Poxa, chorei. Chorei pela sua Loba e pela minha gata Pepê, que se foi em 2011, mas até hoje me faz chorar ao ver suas fotos. E é desse jeito mesmo: preferia todo trabalho da limpeza mas que ela estivesse aqui comigo. Fazer o quê né? Todos se vão mesmo, temos somente que guardar as lembranças maravilhosas que nos deixaram. Abraço!

  12. Lilly odeio comentários melodramáticos, mas sua narrativa impregnada de amor e dor, me tocou a alma.
    Sei o quando eles se tornam nossos companheiros, o quanto o trabalho pra ter uma casa limpa é imperativo, quando essa casa tem um cão e mesmo dando muito trabalho, fazemos tudo com muito amor.
    Quando quem parte é o dono, eles também vivem o seu luto. Vejo isso no cão do meu sogro, que sente a ausência dele, o tempo inteiro.
    Não sei o que dizer pra você nesse momento. Então, deixo aqui meu carinho.
    Beijo no coração de todos vocês.

  13. É,ainda choro quando leio sobre essa perda sua,que acaba sendo nossa também.Como disse anteriormente,é muito difícil perder assim,é um vazio mesmo,que só o tempo pode se encarregar de amenizar essa dor.Quem sabe não é melhor arrumar outro cãozinho,não que substitua,mas ajuda muito a alegrar a casa e o seu coração!!Beijos,Cláudia

  14. lamento imenso, não há nada a fazer mas nunca nos habituamos e pior (ou melhor) nunca os squecemos eu continuo a falar dos meus cães-estrela como se estivessem comigo todos os dias não consigo deixar de os sentir nos meus pés

  15. sei que lembrar dela ainda deve doer muito, mas graças a Deus aprendemos a nos confortar lembrando sempre dos bons momentos com nossos animais que já se foram. Sinto muito falta das minhas cachorrinhas que cresceram comigo e por mais que o tempo passe a falta deles é algo que perdura por muito tempo. Um abraço carinhoso por sua perda.

  16. Tô emocionada… eu também tinha um cachorro que parecia meu filho, meu xodó. ele sumiu há mais de 1 ano e eu ainda sinto tanta falta dele! como eu queria que estivesse na minha casa pra me dar os mesmos trabalhos… bjs

  17. É. Saudade é todo dia.
    Tb ainda lembro do barulhinho das unhas no piso, o trote deles, a gente se habitua e sente falta.
    Loba não uivava para a lua cheia? Meu Nero (oi, Virginia, tb tive um Nero) uivava para a lua cheia, ficava no alto da escada da varanda, se esticava todo e cantava… todos nós gostávamos de ouvir, era o único que fazia isto. Ele faleceu com 14 anos, era enorme, um doce.
    Gosto de todo tipo de cachorro, mas, se eu fosse ter outro, seria um pastor ou um legítimo SRD. Não acho o Shi Tzu independente, não, minhas irmãs têm dois, parecem bebês, mesmo depois de adultos.
    Beijoca pra vc e pro fofo Keith,

  18. Tenho 3 cadelinhas poodles. Uma foi adotada em um depósito pois havia sofrido maus tratos. É uma delícia, a alegria da casa. As três andam o dia todo atrás de mim. Há poucos dias fiz uma viagem de 10 dias e sofri por deixá-las em casa com meu filho que fica o dia todo fora. A mãe das outras duas morreu por erro médico há 3 anos. Sofro até hoje. Elas são tudo de bom que temos neste mundo nem sempre amigo e solidário. Imagino o que vc está sentindo mas, nada como um novo amor . Não que irá substituir mas apenas nos fará sentir melhor. Força pois não há nada como um dia após o outro.Bjs. Maria Inês

  19. triste!!!!
    temos em casa uma cachorrinha, poodle, com 13 anos, que é simplesmente um encanto, uma doçura, obediente, parece entender o conversamos com ela e fica olhando com uma carinha de quem quer responder. Minha filha diz que é uma pessoa muito boa disfarçada de cão – rsrsrsrs
    Sei que a despedida será dificil …..
    grande abraço
    Wlad

  20. Oi Lilly, fazia tempo que não vinha aqui e fiquei triste com a notícia. Os animais nos dão tanto e pedem tão pouco. Com o tempo a tristeza vai passar e vão ficar as lembranças dos momentos felizes que vocês passaram juntas. Dê muito carinho ao Keith, isso vai fazer vocês dois se sentirem melhor.
    Beijo

  21. Lily, não tem como não se emocionar com suas palavras. Como já te disse, amo muito os cães e sei bem a dor de perde-los. Mas, adote outro, porque com todo esse amor que você tem para dar, é até desperdício não dividi-lo, não é?
    Beijos e fique com Deus
    Juliana Pais

  22. Oi…

    Lembra de mim…? Sou aquela gaúcha, q quando fizeste o post da lavanderia maquiada, disse q tinha uma sala de jogos em casa, onde botava tudo que não tinha onde guardar…
    Sabe, mesmo não comentando, sempre passei por aqui e dei uma olhadinha, ainda que comenos freqüência do que antes… Vida atribulada…
    Meu doeu saber da tua dor, pois já passei por algo parecido… Eu tinha o Fred, que tiver que doar, pq ela rosnava e avancava com ciumes da minha filha recem nascida… De uma certa forma, tbm foi uma perda… Hj ainda escuto os latidos e o barulho das unhas arranhando a parede da cozinha… O danado subia para me olhar pela janela… Foi duro, endureci meu coração, e decidi não ter nais nenhum cachorro… Me senti uma traidora… Como doar um bichinho que eu quis levar para casa???? Me culpo até hj… E já faz 10anos… Te entendo, e te digo : não parece, mas passa… A dor ameniza, a saudade dói menos… Passa… Sou solidária contigo… Força! bjs, Eliane

  23. Puxa, nunca comentei aqui no blog, mas me emocionei com as suas palavras. sei bem como é perder um cachorro. e fiquei com lágrimas nos olhos ao ler sobre o barulho das patinhas, algo que me deixa tão feliz com as minhas cachorras. mas por mais que você não me conheça nem eu te conheça, te dou força para adotar outro cachorro. sofra a perda dela, depois honre o lugar que ela deixou. Quem sabe salvando a vida de um vira-latinha? aqui em casa eu fiz isso, e a vira-latinha nova nunca vai tomar o lugar da que se foi, mas amar um cachorro é sempre um alento na vida.
    Boa sorte🙂
    Joana

  24. Olá, estou fazendo reformas no meu blog, e por acaso encontrei o seu, em uma de minhas procuras por inspiração.
    E fiquei impressionada, adorei seu blog, ele me distrai, é divertido e sério ao mesmo tempo.
    Sinto muito que tenhas perdido seu “cãomigo”, eles sempre fazem falta quando se vão, e deixam lembranças maravilhosas.
    Eu li alguns comentários, e me deparei com gente dizendo para você pegar outro pastor alemão, ou outras raças amigáveis, digamos assim…mas, na minha opinião, nenhum cão poderá substituir sua amiga que se foi, e creio que ninguém quer isso.
    Isso também não quer dizer que você não possa abrir mais um espaço em seu coração, e adotar mais um alegre cão. Tenho certeza que tem muitos cães carentes de lar, que foram abandonados e que lhe amariam de todo o coraçãozinho deles. ; )
    Tenha um bom dia, e continue com este maravilhoso blog!

  25. Lilly, faz tempo que não passava por aqui, devido a vida corrida, mas hoje lembre do seu espaço e resolvi voltar. Fiquei triste de saber da Loba, doi tanto perder um animalzinho de estimação. eu também perdi minha cachorrinha mês passado, ela tinha 16 anos e estava com câncer de mama, mas teve uma passagem tranquila, só ficando a saudade da nossa companheira. A casa fica mais vazia e triste. O gatinho deve estar com saudades. Aqui nem podiamos falar o nome de Ninha que sua companheira canina a Pinga ficava chorosa.
    beijos

  26. Também perdi meu Johnny faz 1 ano, saudades, muitas saudade.Ele era um pinscher muito bravo, mordeu todos aqui em casa, mesmo assim durante 11 anos foi muito amado por todos.

  27. Nossa me fez chorar!
    Fez meu coração palpitar…
    Eu tenho uma pastor que é um DOCE… ela foi filha única por 2 anos e agora eu tenho uma filha de 9 meses e ela meio que ficou de lado. Brincamos, mas não como antes. Ela tem demonstrado que esta sentida e eu me cobro por não fazer tanto por ela. Vou melhorar, preciso melhorar pela miha bixinha… sei que qd ela se for eu sentirei muuuita falta dela!😦

  28. Lili, não sabia do ocorrido com a Loba. Que dó, amiga. Força aí. Esses bichinhos fazem a maior falta, e mesmo vc pegando um outro cãozinho, nunca vai se esquecer dela. Ainda bem que vc tem o senhor cat. Eu sou a favor de vc ter um outro animal, mesmo se for mais pra frente. Eles são a alegria da casa, não tem jeito. Fique bem, viu. Beijos

  29. oi Lili, estou conhecendo seu blog agora e ja estava acostumada a ver a sua LOBA linda, adoro pastor alemão, minha raça predileta (gosto de todas), mas essa em especial tem cara de infância para mim….. É muito especial, me lembra a Luna (pastor tb)l! Sinto muito por sua perda, eu sei bem o q vc esta sentindo. Um grande beijo no seu coração. bjs com muito carinho. Pati

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s