casa de leitora : Odete

Padrão

já postei outras artes da Odete aqui no blog.

esta foi uma semana produtiva pra ela, que ficou produzindo peças lindas, em sua maioria recicladas.

ela fala toda modesta das peças que fez mas eu não posso dar credito nas descrições dela, sempre espero mais.

pois quando manda a foto é sempre uma surpresa: não tem nada de amador ou marromeno, são peças de qualidade e eu até me espanto dela não comercializar.

a primeira peça que eu quero mostrar é esta mesa de canto feita a partir de uma caixa de faqueiro e os pés palito de um bufet que foi pro lixo. a caixa foi pintada num azul profundo e os pés em cobre.

um detalhe do tampo e uma dica: ela usou fotos de um catálogo de vernissage.

destes que a gente ganha, guarda uns tempos e depois não sabe o que fazer.

ela poderia ter usado papel de scrapbook, retalhos de papel de parede ou de presente, ou ainda tecidos, mas tinha  estas fotos lindas e saiu de graça!

e ela estava precisando do espaço ocupado pelas bolsas no armário, então com duas ripas encapadas de tecido e muitos ganchos ( baratinhos, segundo ela, 1,50 cada) ela fez este porta bolsas e colocou no quarto de hóspedes

aqui mais de perto: o verde é o tom dominante na casa da Odete que sabe mescla-lo muito bem a tons como marrons e vermelhos.

(este quarto era pra ser de hóspedes, mas ela foi se apoderando e hoje é uma extensão do já imenso closet dela)

ela ainda fez este quadro para colocar na cabeceira da cama do seu quarto.

é  uma homenagem ao marido com fotos dos dois na infancia e uma mais recente, bem romantica.

este quadro foi feito com a moldura de um espelho e tres porta retratos.

com este mesmo tecido do quadro, mais um bege liso e um pedaço de tapete (!) ela forrou a cadeira do escritorio.

ela me contou que são uns 600 grampos pra deixar este tecido todo esticadinho.

nas costas da cadeira um pedaço do tapete: prestaram atenção no belo piso de pedra que cobre todo o chão da casa?

foi uma semana bem produtiva pra esta ruivinha agitada, que fica me chamando pra mostrar suas invencionices, enquanto eu aqui me sinto tão parada…

(a unica coisa que eu fiz durante esta licença , um colar, arrebentou antes de eu termina-lo, e  eu deixei de lado!)

Anúncios

Sobre coisadelilly

mulher, mãe e esposa, workaholic; uma inconformada com a situação mundial; uma pessoa que ama cães, caminhar, ir a liquidações, comer jujubas; viciada em seriados americanos; prendada mas sem tempo de colocar em pratica suas habilidades; desprovida de inveja e más intenções; uma pessoa que adora joaninhas, pink, flores, romantismo, craft, musica; um pé no presente, um no passado, a cabeça no futuro; uma pessoa nada facil; que tenta se livrar do saco de ossos de vidas passadas, que vive o agora; que esqueceu o que não devia e lembra o que não quer; uma pessoa na versão enciclopédica 2.0 que não pode ser resumida.

»

  1. Lilly, adorei seu post e o trabalho da Odete! Gosto bem de pessoas que enxergam possibilidades em coisas dadas como desenganadas. A criatividade poupa uma grana boa, mesmo que muitas vezes a gente precise refazer o projeto até dar certo. Beijos, Helka

  2. Muito legal a transformação ne… a cadeira ficou show, mas a caixa do faqueiro otEmaaaa e LINDA!!! Uma graça mesmo…
    transformei uma cadeirinha lá em casa…passa lá ..
    Super bj

  3. Olha só… fiquei sem jeito. Agradeço os elogios que sempre me animam a aprontar mais.
    Ontem inaugurei a mesinha de apoio no licor/café depois do almoço.
    Beijim e mais uma vez obrigada.

  4. Pingback: Esta casa tem um nome : Altiva | Blog da Reforma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s