Arquivo mensal: dezembro 2011

corredores: papel de parede ou tinta?

Padrão

A Fran me disse que queria colocar papel de parede em um lado do corredor dos quartos.

é um corredor grande, o que eu acho ótimo, pois aqui em casa nao tenho: os tres quartos dão num hall pequeno onde nao cabe um movelzinho, só um quadro ( pra esconder a caixa de força????).

mas acho lindo corredores compriiiidos onde voce pode colocar de tudo: de quadros  a retratos de familia e até prateleiras para livros.

um corredor não precisa ter necessariamente duas paredes, ele pode ser  uma passagem  para outro ambiente, ou um nicho deixado por uma escada, e a parede merece um destaque como é o caso desta que recebeu molduras vazias douradas e prateleira

as prateleiras para livros:

acho-as super importantes pois se voce está indo pro seu quarto e não esta assim com tanto sono, vai caminhando e escolhe um romance pra ler enquanto  o sono nao vem.

adesivar tambem é uma idéia pra preencher uma parede lisa

esta foto eu vi na comunidade Minha Casa

esta abaixo é uma impressão em vinil com influencia marroquina feita pela empresa pela Formato Visual.

pintar de cor forte, fazer listras, vale tudo pra valorizar este espaço as vezes pouco notado de uma casa.

aos meus amigos

Padrão

todas as palavras de agradecimento do mundo são insuficientes pra retribuir o carinho dos leitores que durante todos estes anos se tornaram meus amigos e companheiros.

eu já não consigo responder individualmente aos votos de Feliz Natal e tambem as palavras de incentivo a minha recuperação.

e gracinhas e piadinhas, tudo sempre no sentido de me animar a sair desta fase de “ohhh meu deus, to com a perna quebrada, isso é o fim do mundo”.  

mas acreditem, tem ajudado muito.

estou em outro ritmo, descansando e aceitando que a vida me impos um breque, já que eu por conta propria nao faço isso.

então o que eu desejo com toda a força do meu ser é que a paz e a harmonia esteja com voces no Natal.

e que em 2012 todos tenham o essencial:

saúde, fé e vontade de trabalhar e transformar suas vidas! 

natal – a festa

Padrão

as festas da minha infancia eram sempre na casa da minha avó paterna Olga, nunca na casa da avó Luísa.

a diferença era que na casa da vó Olga todos eram muito mais animados.

minha avó começava a preparaçao do natal no dia 23, temperando e marinando as carnes, preparando várias roscas em formato de flor ou trança que depois seriam dadas de presente a quem nos visitasse.

no dia 24 era costume tambem que alguns parentes aparecessem por lá para cumprimentar.

eram recebidos com um pedaço de assado e um copinho de vinho.

quando nos mudamos para cá logo após minha avó ir morar nas alturas, no inicio os parentes vinham passar o natal conosco.

mas depois ficou longe, cansativo, sei lá.

ficamos nós 5, e minha mae começou a fazer a festa a moda dela.

ela inaugurou um estilo diferente, com pratos que ela criou.

e fez tudo até o ano passado, quando prestes a se internar para mais uma cirurgia, preparou e congelou tudo.

este ano decidimos que tudo vai sair como der.

com a minha mae operada da coluna, eu operada da perna e minha irma com o ombro quebrado.

sem enfeites, nem frescurites…apenas a alegria de estarmos juntos.