Resumo da Reforma

Padrão

Poupando-os dos detalhes dolorosos ( e por isso entenda-se: comprar a casa e só recebe-la depois de muitos meses, depenada sem os lustres e com um cachorro, ficar sem grana,  vender a casa da Rua  José Bonifácio pra não ter que aluga-la e ser USURPADA pela compradora, me mudar duas vezes, ter amigos do alheio invadindo a obra tres vezes, etc…etc…), a reforma entra agora na fase final.

A primeira ( e maior) briga foi a decisão pela planta da reforma.

Mr.  Husband era a favor de fechar a cozinha que É (e continuou!!!!yehhhhhhhh!!!) aberta com a sala de jantar.

Mas foi justamente o que me atraiu na casa !!! então, batí o pé e chorei e com a ajuda do Cesinha (padrinho-compadre-engenheiro) prevaleceram todas as MINHAS opiniões.

Eu sou fogo né?

Aí me retirei discretamente e deixei marido tocando a obra pois destroços não me excitam em nada. Aquela fase do quebra-quebra, comprar cano-tijolo-cimento não é comigo. Marido se encarregou disso tudo.

Fiquei tão ausente que um dia fui ver o telhado e o empreiteiro me barrou pois não sabia quem eu era, rsrsrsrsr.

Quando me apresentei ele disse: “Ói dona, a senhora é a primeira dona de obra que nunca veio aqui atazanar a gente”. Respondi que meu marido havia dito que ele era muito bom no que fazia e não precisava de palpites. Isso inflou o ego do carpinteiro pro resto do ano.

Então agora está chegando a fase que realmente me interessa, que é:

O ACABAMENTO.

agora eu tenho que colar no maridón senão sai tudo do jeito que ele quer.

Já fui ver o gesso, e tenho que me decidir pelos pisos.

O César já deu a metragem de tudo, só tenho que ter o dinheiro pra comprar.

Já tem pintor rondando feito urubu, entrando na obra e deixando orçamentos ( um deixou um orçamento de 14 mil reais, fala sério, ele fez artes plásticas é? vai pintar alguma obra abstrata lá?).

Um dos meus problemas ( alem de falta de grana) é o tempo pra sair e ver material de acabamento. Trabalhamos o dia todo e só temos o sábado.

Ajudaria pra caramba se mr. Husband lesse alguma das revistas de arquitetura e decoração que compro. Mas ele acha aquilo tudo “frescura”.

E não é. Revistas sempre trazem novidades sobre pisos, texturas, cores. Ensinam, divertem, adoro e não fico sem compra-las. Casa Cláudia, Casa e Jardim, El mueble, Micasa…tenho montes e adoro folhea-las.

Frescura ou não, eu e a cunhada nos deliciamos com uma revista só de varandas e piscinas que comprei em fevereiro.

SONHAR É DE GRAÇA!

Sobre Lilian

mulher, mãe e esposa, workaholic; uma inconformada com a situação mundial; uma pessoa que ama cães, caminhar, ir a liquidações, comer jujubas; viciada em seriados americanos; prendada mas sem tempo de colocar em pratica suas habilidades; desprovida de inveja e más intenções; uma pessoa que adora joaninhas, pink, flores, romantismo, craft, musica; um pé no presente, um no passado, a cabeça no futuro; uma pessoa nada facil; que tenta se livrar do saco de ossos de vidas passadas, que vive o agora; que esqueceu o que não devia e lembra o que não quer; uma pessoa na versão enciclopédica 2.0 que não pode ser resumida.

»

  1. Olá, conheci seu blog hoje, estou começando a reforma do meu ap e estou pegando varias dicas no seu blog, muito obrigado. Estava vendo o inicio do seu blog e vi que vc era de Jose Bonifácio, é a cidade perto de rio preto? Invadiram sua casa la?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s