Arquivos

Archive for the ‘cozinha’ Category

Esta casa tem um nome : Altiva

17 de dezembro de 2013 21 comentários

Acho muito interessante quando uma pessoa dá um nome a sua casa.

O nome deve traduzir o que aquela casa significa para a familia.

O que vamos mostrar aqui hoje é uma casa que tem um nome bem sugestivo dada a posição que ela ocupa em relação as outras do quarteirão: Altiva.

A Altiva se destaca por ser um sobrado, e ficar na parte mais alta do terreno, mas pra falar dela preciso primeiro contar algumas coisas a respeito dos seus donos, Odete e Saulo.

Conheci a Odete em 2009 lá no outro blog, o Coisa de Lilly, por conta de um comentário feito num post.

Respondi por e-mail, ela retornou e dai começou um bate papo gostoso e uma amizade de irmã.

Trocamos idéias e receitas, incorporei conhecimentos como o “perupatolinha” que fiquei espantada pois nunca tinha visto este prato ( um peru desossado, recheado com um pato desossado, com uma galinha desossada dentro, já imaginaram?) e que ela faz tão bem; e conheci um pouco dos costumes do sul, já que eles moram em Santa Catarina.

Quando Odete e Saulo compraram o sobrado, eles apenas deram um toque pessoal, uma pinturinha, limpeza e se mudaram.

Ela é um dinamo, não pára quieta um minuto  e desenvolveu varios projetinhos como o de desmontar todo o armario de aparencia  datada e fazer prateleiras ( já mostrada aqui), ou como esta mesa feita a partir de uma caixa de faqueiro, ou charmosos  banquinhos em madeira, ou ainda bordando lindos ( e imensos) tapetes.

E eles ainda são do tipo que catam cadeiras do lixo do vizinho, pintam e tranformam num ponto de atraçao na casa. Que colam tecidos em moveis e dão uma cara nova em tudo.

Foi só entrar setembro e  tanto Odete quanto Saulo se cansaram de projetinhos de final de semana e mandaram ver numa reforma que repaginou a cozinha e churrasqueira, trocou todas as janelas, redimensionou o vestíbulo e o banheiro da suíte, refez todas as calçadas, e pintou toda a casa tanto por fora como por dentro.

A reforma é grande e quando comecei este post já percebi que não caberia em um só.

Entao vou começar aqui com o antes e depois da cozinha e churrasqueira, que é de longe o local preferido do casal.

Era uma cozinha comum, e a foto mostra exatamente como estava desde que a compraram.

cozinha antes

Eles não queriam nada muito high tec, a intenção era dar um ar de aconchego, misturar o novo com o antigo e tambem  reaproveitar o que pudesse.

Na Altiva a cozinha é o coração da casa. A parede que  separava a cozinha da sala já nem existe mais , pois é ali que o pessoal se reune enquanto a Odete prepara os complicados pratos alemães que serve pra turma.

Então nesta primeira foto já vemos que o espaço foi bem aproveitado com um balcão em L em granito branco Dallas. O revestimento antigo e branquinho foi tirado  e a parede recebeu massa e pintura.

Uma placa de eucatex perfurado branco ( ou pegboard) mantem colheres, fouets, e outros utensilios bem a mão.

Na parede da janela uma ceramica (cedasa) com estampa de ladrilho hidraulico, linda, eu adorei.

cozinha depois 1

O paneleiro de ferro mudou de parede. Agora ele fica perto do carrinho de temperos.

Parece muito tempero não é? Mas ela usa todos, e muito bem!

cozinha depois 3

O piso era ceramica na cozinha e na sala ao lado, de pedra. Tudo foi recoberto com piso vinilico Ecovinil da HG ( segundo a Odete é muito confortavel e dá pra andar descalça agora)

Lembram do armario datado que teve as portas arrancadas e virou prateleira?

Saulo insistiu que ele tivesse o fundo pintado em vermelho o que acrescentou calor e cor ao ambiente.

Eu adoro prateleiras, mas elas só dão certo em casa de gente muito organizada como é o caso da Odete…se voce adora uma baguncinha, esqueça.

cozinha depois 2

Nas fotos abaixo dá pra ver como a sala de Tv e cozinha são integradas.

cozinha sala 1

Nas paredes foi usada a tinta Suvinil Cinza Crômio…é um cinza suave, quase prata.

cozinha sala 2

Este sofá (era beginho) tambem recebeu uma forraçao nova em linhão cinza e combinou super bem com  poltrona e o puffe e os novos tons da parede.

E esta foi a cozinha ( tenho mais fotos, ficou dificil escolher, todas estavam otimas!)

Lá fora tinha uma velha churrasqueira; ela  foi demolida, mas seus tijolos refratarios foram aproveitados no interior da outra.

churrasqueira antes

A nova churrasqueira  foi uma solução que o casal encontrou por não curtir churrasco de espeto e sim os grelhados.

Então, com inspiração nas chamadas churrasqueiras de tambor, criaram esse modelo de tijolos, com tampa de metal forjado, podendo assim, ter uma altura maior (90cm), mais adequada à altura do churrasqueiro.

A pia foi reaproveitada da cozinha. O piso da área da churrasqueira, bem como de toda a área externa é um antiderrapante PEI 5 da Cerâmica Viva.

churrasqueira depois

No frontão da pia ela usou ladrilhos hidraulicos em tons de azul.

Um detalhe dos ladrilhos hidraulicos:

detalhe do ladrilho

Que linda ficou esta paginação!!!

A reforma toda durou 3 meses e nela foram usadas soluções que visavam tornar a casa a cara dos moradores.

a minha mesa de jantar!

2 de fevereiro de 2013 31 comentários

E aqui esta ela:

2013-02-02 12.11.23

E é e-xa-ta-men-te como eu queria: quadrada, 1,60 de lado, maior do que todas as outras mesas quadradas que variavam até 1,50. Mas medi a sala antes e ficou perfeito.

Em madeira com tampo trabalhado em laca fosca.

As cadeiras são fortes, em couríssimo marrom com estofamento pespontado, uma surpresa, pois achei que ficou muito mais suave que as pretas.

Aqui nesta foto voces vão ver a proporção que ficou na sala de jantar: ainda sobrou espaço para o aparador ( lindo) que eu não comprei.

Faltam quadros ali naquela parede como aliás na casa toda, mas este é outro projeto.

2013-02-02 12.11.01

E aqui pra voces não esquecerem que fica ao lado de uma cozinha, que é muito usada!

2013-02-02 12.11.43

Estas fotos foram tiradas logo que os moveis chegaram (saí da loja com o caminhão atras de mim), então não coloquei um centro de mesa bacana, nem produzi nada, fica pra próxima.

A Fissare esta encerrando suas atividades hoje na cidade, uma pena, pois os móveis são excelentes, o atendimento ( hoje a cargo dos adoráveis João e Tamyres e o simpaticíssimo e agora amigo de infancia, Flávio Borges) foi sempre impecável.

Mas ela continua com lojas nas cidades de Presidente Prudente e Bauru.

Olhem, foi dificil me decidir por trazer só a sala de jantar, mas chegando em casa eu falei de um poster da Marylin e que ficaria lindo na minha sala de TV e o filho 1 me me convenceu a traze-lo tambem.

Como sempre o Keith, meu funcionário de controle de qualidade inspecionou tudo: subiu na mesa e tomou uma bronca pois a laca risca, e escolheu uma cadeira pra dormir.

2013-02-02 12.31.04

Pipol, ficou muito lindo e eu nem arrumei nada pra fotografar!é que eu tinha pressa em mostrar pra voces.

Quem me conhece sabe que aqui eu divido tudo, tanto erros, como acertos, alegrias e arrependimentos, então esta é uma compra que eu comemoro muito, pois acertei em cheio.

Na minha vida não cabe um espaço que eu não use, que seja só um enfeite, que seja só aparencia.

O ambiente tem que ter aquela coisa que faz a pessoa querer parar ali e se sentar e aproveitar aquele momento.

E aí? Gostaram?

uma cozinha organizada

1 de junho de 2012 17 comentários

Na revista  Casa Claudia de Abril/2012 eu vi esta cozinha linda que ilustra o post, e nem atentei para o fato que é a cozinha daquela arquiteta que fez o projeto de um sobrado postado aqui a uns meses, a Ana Luiza Sawaia, lembram?

Quem é habituè do blog lembra do sobrado, das paredes azuis no quintal.

Aliás, foi aquele sobrado que me fez ver que tenho mesmo que colocar cor em algumas paredes da minha casa.

A cozinha da AnaLuiza  Sawaia é daquelas que muita gente olha e diz: _ahhh isso é coisa de revista.

Mas não é bem assim. Tudo alí é muito bonito, mas é pratico.

O que eu gostei logo de cara foi o piso todo em pastilhas de vidro. É facil de manter, bem mais que o porcelanato que coloquei na minha cozinha.

O resultado foi que fugiu do piso clarinho e ficou mUderno.

Nestas horas eu penso nas escolhas feitas e que devem ” durar pra sempre“, como o piso, os detalhes, as variações em torno de branco claro e branco escuro, tudo pra não enjoar!

Então eu penso se tudo tem que ser mesmo pra sempre, se não pode ali ter algo com data pra sair assim que necessitemos de mudança.

Como trocar o revestimento dos armários o que já dá uma boa mudada no ambiente, ou pintar azulejos, retira-los, etc…

Voltando à cozinha da Ana Luiza, esta é a vista alí da sala de almoço.

Um detalhe lindo são estas banquetas de metal: eu vi iguaizinhas no hospital no dia que quebrei a perna e foi engraçado eu lá, com a perna quebrada, o pé totalmente virado pra baixo e de olho na banqueta.

Uma das paredes é toda de janelas, por onde entra uma claridade maravilhosa.

Luz numa cozinha é tudo tá?

Se não tem luz na sua, abra um buraco na parede, coloque janela, e se não der, tijolos de vidro são uma opção boa, mas nem pensar em cozinhar em um lugar lugubre e escuro!

A outra parede é toda de armarios e bancadas brancos e em vários tons de madeira.

Os balcoes sao de madeira e granito.

O lado voltado para a sala de almoço é de prateleiras que servem para exibir coleções de panelas.

Voltado para o lado da area de trabalho o balcao já assume a função de abrigar armarios.

Vejam que interessante, o balcão tem dois niveis: do lado da sala de almoço é mais alto e revestido em angelim ( olhem lá em cima pipol!)

E do lado da cozinha é mais baixo e em granito preto (aqui embaixo…).

Contrastando com os armarios modernos, uma bancada rustica de marceneiro e em cima vasos de barro com temperinhos

Acima, algumas paredes recebram tinta de lousa e é uma alegria rabiscar ali os cardapios da semana, recadinhos e desenhos.

A Ana Luiza desenha super bem e dá pra ver ali uma prateleirinha desenhada, com potinhos e vidros.

Na sala de almoço, a mesa redonda branca e as cadeiras em madeira e couro resultaram numa mistura bem dosada de cor e textura.

Neste detalhe, atras do fogão um desenho da arquiteta foi transformado em adesivo vinilico e aplicado na parede coberta por vidro.

Pode até parecer “cozinha de revista” e com certeza a Ana Luiza deu aquela produzida nela para as fotos.

Mas é pratica, fácil de limpar e funciona!

Quem gostou? Eu adorei!

editado: estas fotos estavam num link que a Ana Luiza mandou esta semana. ela viu o post que eu fiz a respeito do sobrado e muito simpatica disse que tinha outras trabalhos e se eu quisesse, poderia colocar no blog.

fiquei encantada com a simpatia e simplicidade, pois me lembro da vez que postei aqui um caixotinho que na foto nao tinha referencia a quem fez, e a pessoa ficou irritadissima por eu nao ter mencionado. corrigi o post, ele ainda está lá, mas questões como estas me fazem pensar que quem é bom ja nasce pronto.

EDITADO: pessoal, a Ana Luiza Sawaia deixou uma explicação lá nos comentários sobre as pastilhas do chão. muitos acham que por ser pequenas, elas se soltam com facilidade e encardem. a dica da Ana é ”  as pastilhas são da Jatobá, tem um preço bem menor e o rejunte, por ser preto, é super prático”

Categoriasamigos, cozinha

muita madeira clara…

2 de maio de 2012 21 comentários

no teto, no chão, prateleira e armarios, e é a graça desta cozinha.

não é linda?

imagem do blog the brick house

( e este foi o post 1111 do blog)

Categoriascozinha

uma cozinha com armários escuros…

28 de março de 2012 11 comentários

geralmente não faz a minha praia.

gosto de armários claros, acho mais fáceis de limpar

mas esta cozinha com armários em madeira escura combinou bem com  os balcões claros!

na parede, um revestimento que lembra as antigas lajotinhas vitrificadas dos anos 60, alguem se lembra delas?

poucos detalhes e cores; achei a combinação sobria, mas bacana.

Categoriasarmários, cozinha

antes e depois – de armário a prateleira

21 de fevereiro de 2012 22 comentários

geralmente as pessoas fazem prateleiras provisórias e depois mandam ver num projeto de armários planejados.

a Odete ( aquela impossivel que faz um monte de artes) arrancou os armários de mais de 20 anos e com visual datado e habitado por cupins e instalou prateleiras.

ela e o marido fizeram tudo num instantinho e o que deu mais trabalho foi arrancar o armário.

eles usaram pranchas de mdf com laminado ( já vem assim) de 0,60 de largura por 1,37 de comprimento e 2 cm de espessura.

abaixo o antes: visual datado e bi-cha-do.

o depois: prateleiras com o gostinho de EU QUE FIZ.

UM DETALHE: ela usou uma fita de tecido para cobrir a frente que vem sem o laminado.

facilima de descolar quando ela quiser mudar a cor!

cansou? troca a fita minha filha!

ficou bacanérrimo, pratico e mUderno.

ela poderia mandar fazer armários novos? sim, tranquilamente.
mas e a sensação de poder experimentar outra alternativa?

acho valido. eu tambem queria prateleiras antes de instalar meus armarios superiores na cozinha, mas marido foi na marcenaria, encomendou o projeto, e quando eu pisquei o Paulo ( Oriente Moveis) já estava aqui instalando tudo.

só pedi duas prateleiras em vez de uma só, foi esta a minha participaçao no capitulo ARMARIOS.

e porque deu certo pra Odete? porque ela é super organizada! (portanto não serve para os bagunceirinhos)

uma sala de tirar o folego

8 de fevereiro de 2012 12 comentários

num só ambiente : paredes brancas, uma em tijolinho aparente, um sofá num tom cereja lindo, poltrona amarela, moveis retos e simples em madeira e um banco alto faz as vezes de porta vaso e…

uma porta de correr, lilás  que se abre pra um pequeno quintal com paredes caiadas em rosa e azul…

(da revista Arquitetura e Construção- Abril)

e vamos combinar que uma casacom esta sala só poderia ter uma cozinha assim:

e eu pergunto: quando é que eu vou perder o medo de usar cor????

o que tem de mais em pintar as ferragens neste rosa-lilás? magenta, fucsia,  sei lá a cor?

medo de se arrepender?

EU ACHO QUE SIM.

ontem o meu filho mais velho me disse que esta casa é linda, mas tão sem cor…

Categoriascores, cozinha, salas
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 642 outros seguidores